14 de Maio, Dia das Mães A cirurgiã-dentista como protagonista

A mulher que é cirurgiã-dentista deve ser duplamente reconhecida: como mãe de seus filhos e como acolhedora no papel humanizado que exerce na Odontologia. No Brasil, que tem cerca de 20% dos cirurgiões-dentistas do mundo, considera-se que 60% desse contingente - perto de 300 mil profissionais - seja formado pelo sexo feminino.

A mulher tem vantagens em escolher a profissão de cirurgiã-dentista porque cria condições quase ímpares de ajustar sua rotina diária de mãe e cuidadora à sua agenda no consultório. Mas, por outro lado, tem muito a oferecer a seus pacientes: o lado natural  acolhedor e sensível, aspecto interessante na profissão que muitas vezes lida com a dor e o medo, tanto com idosos, adultos ou com jovens e crianças.

Da primeira mulher reconhecida legalmente no Brasil como cirurgiã-dentista, por volta de 1890 - a carioca de Cananéia Isabella Von Sydow, filha de alemães – muita coisa mudou. Hoje a mulher está inserida no contexto socioeconômico da vida brasileira, batalhando e lutando lado a lado do homem para vencer todas as dificuldades, sem perder a sensibilidade, o que a coloca em posição invejável na sociedade.

No dia a dia da vida familiar, na profissional, associativa ou institucional, a mulher ganha em protagonismo ao assumir o papel de mãe. A ABCD congratula todas as mães brasileiras que dividem com a Odontologia e com seus pacientes a sensibilidade materna.

Feliz Dia das Mães!

 

Silvio Cecchetto
Presidente a Associação Brasileira de Cirurgiões-dentistas - ABCD

ABCD Brasil - Associação Brasileira de Cirurgiões- Dentistas
Rua Voluntários da Pátria, 547 - São Paulo - SP
CEP. 02011-000 - Fone.: 55 11 3017- 0955 - Fax.: 55 11 3017-0957
abcd@abcdbrasil.org.br
Desenvolvido por MixMkt/ICL